Background

A vida começa de verdade depois que casamos com quem amamos!

O titulo do post não foi escolhido por acaso, particularmente gosto muito dessa frase. O Casal Lalio completa hoje, 24/08, um ano e quatro meses de casados. Confesso que já fiz mais coisas depois de casada, do que quando era solteira. Algumas delas foi: viajar de avião, conhecer o mar, chegar de madrugada de casamentos, casa dos amigos, viajar de moto por esse Goiás, entre outras coisas que já fizemos. Para você pode ser nada ou pouco, mas para mim é tudo.

O dia do nosso casamento, foi uma data mega especial. Foi um dos dias mais felizes das nossas vidas. A Sra Lalio ficou tão tonta que nem lembrava que havia beijado no final da cerimônia. Foi preciso a fotógrafa mostrar as fotos e dizer: Nunca vi um casal beijar tanto.

Hoje em dia, comemorar mês de casamento não é levado a sério por vários casais. O casamento foi instituído por Deus para a felicidade do ser humano. Mas seu principal objetivo é o companheirismo entre os cônjuges, é claro que o amor é importante, mas até ele, deve estar baseado no compromisso.

Comemorar mais um mês juntos, é uma forma de companheirismo e de amor. Ás vezes, um beijo ao acordar e dizer: parabéns meu amor, por mais um mês juntos. É o suficiente para acabar com qualquer mau humor, tristeza, desânimo, etc. Não importam o que façam para comemorar, mas sempre tratem com carinho a pessoa amada e agradeça a Deus pelo seu casamento.
Tem uma frase que tocou o coração:
"O cônjuge mais feliz não é aquele que se casou com a melhor pessoa, mas aquele que consegue extrair o que há de melhor na pessoa com quem se casou".


Vou compartilhar com vocês um texto que o Sr Lalio escreveu na semana do nosso casamento:

 Não sei o que nos espera..não sei o que será de nós.. sei que agora sinto tanto sua ausência que seria capaz de explodir... sair correndo em sua direção a 137 km/h já que minha moto não corre mais que isso ... te encontrar... na porta da igreja em que dia 24 de abril... vc e eu ... nos unimos pra sempre...



Eu quero te encontrar... eu sinto que esse amor... é maior do que tudo o que vc ja viu... e será maior amanha.. e maior ainda depois de amanha.. vc... é o norte desse coração... vc o faz pular...

É quando eu me torno criança nos seus braços.. é esse amor que sustenta a minha eletricidade... é esse amor que me torna assim... eu sou bobo.. eu sou ridiculo... eu sou imaturo... sou tudo o que te fará feliz.. eu sou aquele que te amará.. como ninguem mais te amará...

Dedico cada segundo da minha vida pra realizar os seus sonhos... tenha paciência... cada dia... cada momento... nós conquistaremos o mundo.... Se Deus permitir...

Te amuuu...

Ame e se permita ser Amado!

4 Comentários:

  1. Luanna Carvalho Jesus24 agosto, 2011 09:02

    Parabéns por tão belo amor! Vejo Deus no centro dessa união! Que Ele continue com vocês abençoando, iluminando e derramando muito mais amor e união!
    Amei o texto!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Luanna.. Deus abençoe seu casamento também!

    ResponderExcluir
  3. Sra. Lailo,

    Antes de qualquer coisa, quero te dizer que acompanho seus post's sempre. Lendo esse agora (lindas palavras), me lembrei de um anterior em que você desabafava sobre a frustração em função da falta de oportunidades na nossa profissão.Quis escrever, fiquei tímida(e vc deve ter percebido que sou, já que estudamos juntas na mesma sala por um semestre e nunca trocamos uma palavra sequer,rs).
    Voltando aos post's, o que o anterior tem a ver com esse? Te digo!É que qdo desabafou sobre o jornalismo, pensei que estou na área(me realizando sim) mas confesso que me falta o que voce tem(um grande amor, casamento, cumplicidade, sentir a vida...).Pensei na hora, o que falta para ela é tão menor do que falta pra mim,rs.Outra confissão, gosto de ler seus post's porque sinto a leveza que não consigo ter em função do stress e correria dessa nossa profissão.
    Todos esses rodeios servem pra te dizer que você tem tanto, tão mais que um simples emprego nessa profissão de muito trabalho e pouco retorno,rs ( e que faz com que a vida passe sem que a gente veja, sinta).
    A hora do 'jor' deve chegar na sua vida, com certeza.Agora, que bom que enquanto isso você vive com tempo de ver, sentir, descrever sensações.Oxalá chegue seu tempo de 'labuta jornalística' e você continue sentindo a vida como sente hoje.

    Abraços

    Luz e paz á vocês!

    Ana Paula Almeida

    ResponderExcluir
  4. Oii Ana, nossa quando li seu comentário, meus olhos se encheram de lágrimas. Fiquei emocionada com as suas belas palavras.
    Eu me lembro de voce na sala de aula e de um comentário lá no orkut, numa das fotos do nosso casamento.
    Obrigada pelo carinho!
    Não precisa ficar tímida, aqui é um espaço para compartilharmos os momentos dessa vida louca.


    ótimo dia!

    ResponderExcluir